Alcoolismo atinge 12% dos adultos São Paulo | Calhas e Coifas São Paulo

Alcoolismo atinge 12% dos adultos São Paulo | Calhas e Coifas São Paulo

Alcoolismo atinge 12% dos adultos
Clique para ampliar


Alcoolismo atinge 12% dos adultos

A boa notícia diante de todo esse quadro catastrófico é que felizmente tem acontecido um grande processo de conscientização global que vem produzindo efeitos positivos quanto à necessidade de tratamento do alcoolismo e a adesão aos programas de reabilitação por parte dos alcoólatras, que enfim têm chegado à compreensão de que necessitam de auxílio especializado para conseguirem se livrar desse mal.

OS PERIGOS DO ALCOOLISMO NA IDADE ADULTA

 Todos estamos cansados de saber que à medida que envelhecemos nosso organismo se torna mais lento para desenvolver suas tarefas do dia a dia. Isso se deve ao metabolismo, que se torna menos acelerado e precisa de mais tempo para concluir as atividades que antes não tinha dificuldades para desempenhar.
 Devido a isso, é considerando que o álcool, assim como qualquer outra droga, se torna ainda mais ofensiva com o passar do tempo, é inevitável a conclusão de que na idade adulta o alcoolismo é mais perigoso que na adolescência e na juventude.

 Os adultos, ao utilizarem o álcool de maneira excessiva, aumentam consideravelmente a probabilidade de adquirir ou agravar algumas doenças.
 Os mais comuns que podemos citar são:
•Diabetes
•Pressão alta
•Insuficiência cardíaca congestiva
•Problemas no fígado
•Osteoporose
•Problemas de memória
•Transtornos do humor

 É claro que os mais jovens não podem compreender isso como um salvo conduto para fazerem uso do álcool, porque os males para eles existem, embora em menor proporção que para as pessoas adultas. Além disso, devemos estar conscientes de que a utilização do álcool na adolescência e juventude pode não provocar graves problemas de saúde imediatamente, mas no futuro essa prática será responsável por inúmeras doenças para essas pessoas.

MEDICAMENTOS x ÁLCOOL

 Também é importante ressaltar que alguns medicamentos não podem ser utilizados concomitantemente com bebidas alcoólicas, podendo inclusive matar a pessoa. E como na idade adulta normalmente, conforme dissemos, as doenças surgem com mais intensidade e o uso de medicamentos se torna cada vez mais constante, esses riscos se potencializam. Alguns medicamentos que não podem ser utilizados em conjunto com o álcool são os seguintes:
•Aspirina
•Acetaminofeno
•Remédios para resfriado e alergia
•Xarope
•Remédios para dormir
•Medicação para dor
•Remédio para Ansiedade ou depressão.

 Note que, quando falamos em “uso concomitantemente” a ideia é falar a respeito de um mesmo período da vida e não de um espaço temporal (por exemplo após o almoço ou o jantar). Se você faz uso de medicamentos que não podem ser utilizados em conjunto com álcool, está terminantemente proibido de consumir bebida alcoólica a qualquer tempo, independente de local ou de horário.

 Como vê, isso não é somente questão de ideal ou de religião. O alcoolismo é um problema de saúde pública e pode inclusive matar. Essa tem sido a preocupação dos organismos responsáveis pela saúde pública e deve ser a sua também, para que possa ter uma vida mais plena e feliz.

Alcoolismo atinge 12% dos adultos